Como o coaching executivo realmente ajuda os líderes?

O treinamento com líderes e dentro das organizações é frequentemente citado como uma ferramenta altamente valiosa para o desenvolvimento de pessoas e empresas. 

Institute of Coaching cita que mais de 70% dos indivíduos que recebem treinamento se beneficiaram com o melhor desempenho no trabalho, relacionamentos e habilidades de comunicação mais eficazes. 

Eles também relataram que 86% das empresas consideram ter recuperado o investimento que fizeram em coaching e muito mais. 

Estudos mostram que o coaching é eficaz na redução da procrastinação e na consecução de objetivos, e há um crescente corpo de pesquisas empíricas que apóia as descobertas de que o coaching de negócios realmente facilita a consecução dos objetivos.

Em um novo e interessante estudo de caso publicado no A pesquisadora do International Journal of Evidence Based Coaching e Mentoring Sally Bonneywell explora precisamente como o coaching apoia o desenvolvimento de mulheres líderes em particular, dentro de uma organização global.

Bonneywell ilumina o treinamento e desmistifica o que às vezes pode parecer um trabalho misterioso. 

A pesquisa revela como o coaching individual e em grupo foi vivenciado pelos clientes. 

Nesta peça, examinaremos os resultados do treinamento individual para líderes e, em um artigo de acompanhamento, exploraremos o resultado do coaching em grupo para as líderes femininas.

Bonneywell divide as mudanças individuais que os clientes de coaching experimentaram em dois grupos:

Mudanças de treinamento em relação aos clientes pessoalmente

Autoconsciência – A maioria dos líderes relatou um aumento no seu nível de autoconsciência. Eles também relataram sentir-se mais capazes de entender a si mesmos e a seu autoconceito e também sentiram que tinham mais insights sobre como afetam os outros.

Autoconfiança – Os líderes também relataram um aumento na autoconfiança. Isso também foi associado à diminuição de pensamentos e crenças autolimitantes.

Liderança própria – Os líderes  relataram que, à medida que seu autodesenvolvimento, o conhecimento de si mesmos e a autoconfiança aumentavam, aumentavam a consciência de sua própria liderança. 

Como eles lideram a si mesmos e as expectativas que estabelecem foram destacados através do trabalho de coaching e explorados dentro dele. 

Para alguns participantes, expectativas irreais foram descobertas e, através do treinamento, elas foram capazes de desenvolver sua capacidade de liderar-se com mais compaixão e auto-aceitação.

O treinamento facilitou a mudança no relacionamento com os outros

Estilo de Liderança – O coaching impactou diretamente como os líderes pensavam sobre seus comportamentos de liderança. Ele desenvolveu a consciência de seu estilo de liderança e deu a eles a oportunidade de refletir sobre isso e ser mais atenciosos no que diz respeito à abordagem de tarefas e objetivos.

Relacionamento com o gerente de linha – O treinamento apareceu para ajudar os clientes a explorar seu relacionamento existente com o gerente de linha, o que trazia muitos benefícios. 

Alguns clientes conseguiram identificar coisas que não estavam satisfeitas com esse relacionamento e alterá-lo. Para outros, o coaching ofereceu um lugar para explorar o que eles estavam satisfeitos e com o que valorizavam e achavam úteis nesse relacionamento. 

A qualidade desse relacionamento pareceu impactar o “microclima” das líderes femininas e influenciou seus resultados de carreira percebidos.

Relacionamento com o conflito – Muitas das mulheres líderes deste estudo consideraram seu relacionamento com o conflito interessante e o treinamento permitiu-lhes explorar o tópico. 

Alguns líderes estavam à vontade com o conflito e outros achavam que era uma área de preocupação e que eles precisavam aprender mais. Durante o treinamento, muitos dos participantes descobriram que o conflito era algo que estavam evitando. 

O treinamento permitiu-lhes explorar crenças negativas em torno do conflito, desafiá-las e, finalmente, mudá-las.

Relação com o poder – O estudo de caso constatou que algumas líderes rejeitaram o conceito de poder e tinham sentimentos fortemente negativos por ele. 

O coaching apoiou mudanças nas idéias e percepções dos clientes sobre o poder e como ele poderia ser usado. 

Através do processo de treinamento, algumas visões e pensamentos passaram a ver o poder como uma força positiva e construtiva conectada à força e à confiança e que eles tinham escolha e influência sobre como era usado.

Relacionamento com a vida pessoal – O espaço de treinamento oferecia aos líderes a oportunidade de explorar e refletir sobre seu equilíbrio entre trabalho / vida pessoal e suas responsabilidades, principalmente em relação à família. 

O coaching apoiou alguns líderes na criação de vínculos dentro do trabalho com partes de sua vida fora do trabalho, adicionando um aspecto holístico aparentemente útil ao trabalho. 

O treinamento dessa maneira ajudou os clientes a encontrar idéias sobre como as coisas em suas vidas se conectam.

Obviamente, nem toda a experiência de coaching será a mesma, no entanto, esta pesquisa esclarecedora mostra como o coaching pode ser valioso para as líderes femininas em particular. 

Se você é um líder ou alguém que trabalha em uma organização e acha que esse tipo de desenvolvimento profissional pode ser útil pessoalmente ou para aqueles com quem você trabalha, o coaching executivo pode ser uma intervenção que vale a pena considerar.